Como maximizar a sua conversão de cartão de crédito no CartX

Não há nem como negar, pagamentos por cartão de crédito são os queridinhos de quem tem uma loja virtual. Ter a compra aprovada na hora e o pagamento confirmado enquanto o cliente está no impulso de comprar é o ideal.

Não nos levem a mal, boleto também tem o seu valor e importância, mas não chega perto de uma venda por cartão. Principalmente por conta da cultura de “boletar” e não finalizar o pagamento.

Nós do CartX sabemos muito bem disso, e por esse motivo, temos várias funcionalidades na nossa plataforma que buscam aumentar a sua conversão por cartão. E nesse artigo, vamos lhe ensinar a tirar vantagem de cada uma delas. Confira logo abaixo:


O começo do funil: otimizando o pixel

Você pode ajustar o seu pixel para reconhecer compras feitas apenas no cartão de crédito. Isso faz com que o Facebook procure usuários com hábitos similares na hora de entregar os anúncios, ou seja, outras pessoas com tendências a comprar por cartão de crédito.

Para isso, acesse o painel do CartX, vá nas Configurações da Loja Online e desative a opção Disparar evento de “Purchase” para Boleto Bancário. Assim, todas as compras feitas no boleto serão ignoradas pelo pixel.


Mexa no tráfego: campanhas personalizadas

Caso você ainda queira manter o evento Purchase para compras no boleto, temos uma outra opção. Em todas as compras feitas por cartão de crédito o CartX dispara um evento de conversão personalizado chamado Purchase CC.

Você pode utilizar essa conversão personalizada no seu gerenciador de anúncios para criar uma campanha específica baseada nesse público. Recomendamos criar uma campanha de Público Semelhante (lookalike) de 1%. Isso garantirá os melhores resultados.

Se você quiser entender melhor sobre esses eventos personalizados, assista nosso vídeo completo sobre o assunto.


Final do funil: ajustes no checkout

É aqui que você deve finalizar sua oferta e atrair os clientes que ainda possam estar com alguma dúvida ou que precisem de um incentivo a mais. É aí que entra a maior estrela: o desconto exclusivo para cartão de crédito.

Oferecer 5 a 10% de desconto em pedidos por CC pode fazer toda a diferença na hora de consolidar uma venda. Todo cliente gosta de sentir que está levando vantagem durante uma compra. Se você não pode arcar com a redução da margem de lucro, aumente o preço base do produto no valor equivalente ao desconto.

Outra opção muito boa de customização no checkout é a de “Esconder opção de boleto bancário”. Ela faz com que a opção de boleto ainda esteja no checkout, só que de forma mais discreta. Isso evita o impulso inicial do cliente fechar o pedido por boleto, já que a atenção dela estará voltada para o campo de cartão de crédito.


Ideias complementares: o que mais pode ajudar?

Por exemplo, você pode inserir na descrição do seu produto ou em algum lugar do checkout que pedidos pagos no cartão de crédito são processados mais rapidamente, e, consequentemente, chegam mais rápido à casa do cliente.

Outra coisa que passa muito despercebida é o poder de mostrar o preço parcelado. Imagine que você está vendendo um produto de R$199, o impacto de ver o preço à vista no boleto é muito diferente do preço parcelado em 10x no cartão de crédito. Parcelas de baixo valor fazem o cliente acreditar que o produto é muito mais fácil de ser comprado e que definitivamente cabe no seu orçamento.

No CartX é possível ajustar a quantidade de parcelas que aparecem por padrão na loja e também no checkout, você pode configurar isso diretamente na página do seu gateway de pagamento no painel do CartX.


Use a plataforma completa do CartX para maior aprovação

Essa dica é especialmente para quem usa o MercadoPago como gateway de pagamento. Utilizar a plataforma completa do CartX ajuda a aumentar a taxa de aprovação dos pagamentos quando comparado a usar somente o checkout.

Isso porque nós utilizamos módulos de segurança do MercadoPago em todas as páginas da sua loja virtual, desde a home até o checkout, o que ajuda o sistema do MercadoPago a entender que é uma pessoa real fazendo a compra, já que ela vai passar por todas as etapas de uma compra normal. Isso não quer dizer que 100% dos pagamentos serão aprovados, mas ajuda consideravelmente.


Se você seguir essas dicas temos certeza que sua conversão por cartão de crédito aumentará. Até a próxima!

Upsell? Order Bump? Saiba TUDO sobre como aumentar o ticket médio da sua loja.

Com os custos cada vez mais altos do tráfego de anúncios é importante garantir que seus pedidos tenham o máximo de valor possível.

Mas, é claro, não adianta aumentar o preço dos seus produtos em 20-30% e achar que isso vai lhe salvar. Pelo contrário, só vai espantar seus clientes.

Existem jeitos melhores de ter o mesmo aumento de faturamento sem mexer em nada no preço dos seus produtos. Através do Order Bump e da Upsell.

Esse não é um assunto muito fácil de ser entendido de primeira, por isso trouxemos duas pessoas que entendem muito do assunto nessa semana: Lucas Castellani (criador do CartX) e o Sérgio, mais conhecido como Mago do Marketing.

Eles explicaram tudo que você precisa saber sobre essas duas funcionalidades e como elas vão lhe ajudar a melhorar seu ticket médio. Confira o vídeo abaixo:


Gostou? Então comece a usar o CartX agora mesmo. Clique aqui para se cadastrar em nossa plataforma.

Papo com Diogo Caixeta — Falando de conversão e checkout

Na última quinta-feira, dia 20/02, tivemos uma live com o Diogo Caixeta e o Lucas Castellani (criador do CartX).

Os dois conversaram sobre o que é o CartX, falaram das diferenças entre nossa ferramenta e outras disponíveis no mercado. Além de passarem umas dicas e insights muito valiosos para quem quer começar ou já começou nesse meio.

Aqui está o vídeo na íntegra para quem não pôde comparecer ao vivo:

Utilizando o Order Bump para aumentar seu ROI

E estamos de volta! Sei que faz um tempo desde nosso último post no blog do CartX, mas já vamos voltar com tudo, falando sobre conversão e como aumentar o faturamento, o assunto favorito de todo dono de loja.

Independentemente de você utilizar a nossa plataforma por completo ou apenas nosso checkout, você precisa conhecer uma funcionalidade essencial: o Order Bump.

Sem mais delongas, leia o nosso artigo completo clicando nesse link.

Como sempre, pedimos que você deixe sua sugestão de temas ou dúvidas em nossas redes sociais, quem sabe ela não aparece na semana que vem?

Otimização de anúncios no Facebook: Teste A/B

Tentativa e erro é o método de aprendizado mais comum entre todos os seres humanos. Testar, comparar e se adaptar faz parte do ciclo básico de aprendizagem de qualquer pessoa.

Isso não quer dizer que você precisa (ou que deve) queimar dinheiro para ter bons resultados com seus anúncios no Facebook. Não é necessário sair errando para ter uma boa campanha. Mas experimentar é essencial.

A melhor maneira de descobrir o que funciona perfeitamente para o seu produto ou serviço é utilizar testes A/B (também conhecidos como split test) para ver como seu público reage à determinados elementos do seu funil.


O que é um teste A/B?

Em poucas palavras, o teste A/B é uma das ferramentas mais importantes que qualquer dono de e-commerce pode querer usar. É uma técnica que consiste em colocar duas coisas diferentes para serem testadas no mesmo ambiente, para comparar e determinar qual tem o melhor desempenho.

Vamos à um exemplo prático: você está vendendo uma pulseira inteligente mas está em dúvida se é melhor usar um anúncio com um vídeo curto ou vídeo longo.

Para tirar essa dúvida é só fazer um split test e comparar como cada anúncio se saiu depois de pelo menos 3 dias rodando. Se o vídeo longo teve os melhores resultados (mais vendas, custo mais baixo, mais cliques), você já tem uma ideia que esse tipo de produto converte melhor com vídeos mais longos e já pode aplicar esse conhecimento no futuro sem precisar fazer novos testes.


“Mas então só preciso de um teste A/B por campanha?”

Não necessariamente. Varia bastante do seu tipo de oferta. Primeiro considere que o teste A/B não se limita apenas ao seu anúncio no Facebook ou no Instagram.

Você pode testar se alterar a cor do seu botão CTA tem algum impacto nas vendas, testar duas versões de landing page diferentes e por aí vai. O importante é não se conformar em ficar com uma oferta do mesmo jeito por muito tempo.

Nem sempre o ditado “Em time que está vencendo não se mexe” está certo. As coisas na internet andam rápido demais, seu anúncio pode ficar defasado e perder fôlego repentinamente, é sempre bom ter uma estratégia reserva.


O que vale a pena testar?

Recomendamos que você restrinja seus testes à esses aspectos da sua campanha:

Criativos: Aqui você muda seu texto, imagens, compara qual tipo de mídia é melhor (imagem ou vídeo), testa carrosséis contra imagens normais, seja lá o que for, variar os criativos é a chave para o sucesso.

Público-alvo: Você já deve ter uma noção de qual gênero estaria mais inclinado a comprar o produto em questão, mas e a faixa etária? Faça o teste com pessoas de 20-35 e 50-65+ para ver como o produto se sai nas vendas. Colocar a faixa de 18-65+ dificilmente vai lhe trazer bons resultados, é melhor limitar a faixa etária.

Posicionamento: Será que anunciar exclusivamente para mobile apresentaria bons resultados para a sua campanha? Pode ser que a maioria das suas vendas esteja vindo do desktop e você nem saiba disso. Talvez você tenha mais sucesso usando os stories do Instagram do que um anúncio no feed de notícias do Facebook. Só há um jeito de saber.


Dicas finais

Suas campanhas provavelmente tem muito espaço e potencial para crescer, comece a fazer testes e veja se algo poderia mudar. Mas não fique frustrado caso os resultados sejam negativos, isso faz parte.

Nesse caso o melhor a fazer é partir para o próximo produto ou começar a campanha do 0, com novas páginas, imagens, criativos, descrição do produto, etc.

Não se esqueça também de considerar o tempo do teste. É impossível tirar conclusões definitivas com apenas 24h de testes, você precisa de mais tempo para fazer uma média de resultados. Recomendamos pelo menos 3 dias, mas o ideal seria 7. Tudo vai depender do orçamento que você tem disponível.

E é claro, já que tocamos no assunto, o orçamento entre os dois anúncios ou campanhas precisa ser semelhante. Afinal, seria injusto você manter a sua campanha principal gastando R$600 por dia enquanto o seu teste gasta apenas R$50.


Espero que essas dicas lhe ajudem a aumentar o faturamento e a longevidade das suas campanhas! Até a próxima!

Transforme emoção em conversão – os 8 desejos humanos

Se você quer aumentar as suas conversões e a qualidade da sua copy, é essencial despertar alguma resposta emocional no seu cliente.

Hoje explicaremos como você pode aproveitar e abusar de gatilhos emocionais para incrementar a sua oferta e elevar o nível da sua loja.


Seus desejos

Drew E. Whitman é o autor do livro que todo dono de e-commerce ou escritor de copy deveria ler (ou ao menos conhecer), chamado Ca$hvertising.

Nesse livro, Drew ensina tudo que você precisa saber sobre marketing, mas hoje vamos nos concentrar nos 8 desejos, que são uma espécie de instinto básico presente em todos os seres humanos.

De acordo com o autor, todas as pessoas são biologicamente programadas com os seguintes desejos:

  • Sobrevivência, curtir a vida, aumentar a longevidade
  • Degustar comidas e bebidas
  • Ser livre de medo, dor e perigo
  • Ter um parceiro sexual
  • Viver em condições confortáveis
  • Ser superior, vencer todo mundo, estar acima da média
  • Cuidar e proteger as pessoas amadas
  • Aprovação social

Basicamente tudo que fazemos na vida está ligado a esses desejos, não conseguimos fugir disso. Mas não quer dizer que não podemos usar isso a nosso favor.

E você, sendo um vendedor/anunciante, tem seu trabalho extremamente facilitado ao perceber que pode aproveitar desses desejos biologicamente programados para oferecer seus produtos e serviços às pessoas.


Um dos erros mais comuns ao elaborar os criativos

Já falamos disso em artigos anteriores, mas é sempre importante entafizar: venda os benefícios de um produto, não a funcionalidade dele. Você precisa responder a clássica pergunta que todo cliente faz: “O que eu ganho comprando isso?”.

Vamos usar uma dieta qualquer como exemplo. Toda hora tem algum tipo diferente na internet, imagino que você já tenha visto alguma.

No fundo ninguém liga pros nutrientes e antioxidantes que os alimentos presente na dieta contém. Todo mundo só quer saber de perder peso e reduzir a barriga rapidamente. Só isso.

Embora perder peso e ter a cinturinha perfeita seja algo que ninguém recusaria, você não vai conseguir vender o suficiente se focar apenas nisso. Você precisa focar no desejo fundamental, não só no querer.

Deixando as funcionalidades e benefícios de lado, vamos focar em como você poderia explorar os desejos humanos ao máximo para aumentar o seu faturamento, caso você estivesse vendendo um guia com essa dieta.

Cutuque esses desejos e faça com que as pessoas sintam de verdade:

  • Ficar bonita para possíveis parceiros
  • Receber olhares maliciosos na praia ao tirar a camisa (homens)
  • Homens ficando de queixo caído ao você chegar de biquíni
  • Aumentar a sua confiança e auto-estima
  • Causar inveja nos outros (fazer com que eles queiram ter o mesmo corpo que você)

Por mais que as pessoas falem que estão fazendo pela sua própria saúde (o que em partes é verdade), sabemos que se olharmos profundamente os maiores motivos são esses desejos primordiais.

Explore os vários desejos biologicamente programados que toda pessoa que tem problemas em perder peso enfrenta. Eles estão sempre presentes. Essas pessoas tem conversas frequentes com seus desejos primordiais. Na verdade, todo mundo tem isso.

Como profissionais de marketing, não poderíamos querer uma arma mais poderosa do que essa. A capacidade de criar respostas emocionais profundas e converter isso em compras.

Em Ca$hvertising, Drew Whitman destaca a importância de usar imagens positivas com a sua escrita. Essa é uma das técnicas mais importantes a ser dominada. Você precisa ser expert nisso.


Imagine e faça acontecer

Pense no seu público alvo, agora transforme ele numa única pessoa. Agora imagine como o seu produto pode afetar positivamente a vida desse indivíduo. Conseguiu?

Ótimo, agora você só precisa causar essa mesma sensação no seu cliente. Faça com que ele queira transformar essa fantasia em realidade. Você tem todo o controle, crie o cenário perfeito, deixe o cliente entrar nesse mundo mágico.


Analise a sua oferta

Agora que você já conhece os 8 desejos humanos é hora de olhar a sua loja, seus produtos e seus anúncios. Procure os pontos fracos da sua oferta e acabe com eles.

Busque causar algum tipo de resposta emocional, porque não importa o que as pessoas digam, a enorme maioria das compras são feitas baseadas em emoções, não na racionalidade.

Seja lá o que você vende na sua loja, sua conversão sempre será maior se você adaptar o seu produto/criativos aos desejos humanos. Em vez de usar imagens básicas, busque algo vivo e chamativo que inspire os clientes a sentirem algo positivo no seu site.


Esperamos que tenham gostado das dicas de hoje. Agradecimento especial ao membro do nosso grupo do Facebook, Marcos Paolo, pela sugestão do tema desse post.

Gostaria que falássemos sobre algo em particular? Mande na nossa página do Facebook ou no direct do Instagram, adoraríamos ouvir a sua opinião. Até a próxima!

Sua loja está preparada para sobreviver à Black Friday?

Uma das perturbações mais frequentes para quem roda e-commerce com dropshipping é o tempo de entrega das encomendas.

Em 2019, os gastos com anúncios no Instagram Stories mais que dobraram, e esse número vai crescer ainda mais durante a época da Black Friday à medida que as marcas tentam se conectar com seus clientes.

O tráfego de campanhas de anúncio nas redes sociais (Facebook, Instagram, Snapchat e Pinterest) representa a maior parte do tráfego durante a época de Black Friday.

Ou seja, durante o final de novembro o tráfego vai ficar mais caro, mais disputado e até sobrecarregado. É a verdadeira época de matar ou morrer. Esteja preparado.

Entraremos em mais detalhes sobre o que você pode fazer para garantir o sucesso da sua loja nesse período tão competitivo.


Você está tirando o máximo de proveito desse público?

Considere que muitas pessoas se preparam e planejam gastar um valor X durante a Black Friday, se você não conquistar esse cliente, outra loja vai fazer isso.

As pessoas já estão dispostas a gastar nessa época (algumas até se endividam), sua única responsabilidade é trazer esse faturamento para sua loja.

Analise o seu funil com cuidado. Ele está atrativo o suficiente? O melhor tipo de funil nessa época é Anúncio > Landing Page > Checkout.


Por que landing pages convertem melhor nessa época?

Normalmente a falta de problemas, entregas mais rápidas e satisfação maior dos seus clientes compensa a margem de lucro reduzida ou até mesmo o preço mais alto que você terá que colocar no seu produto.

Escolha seus produtos vencedores e trabalhe em cima deles. Pode ser que sua loja tenha 40 produtos e você definitivamente não terá tempo de fazer uma copy bem elaborada para todos. É melhor se dedicar para alguns produtos específicos e fazer algo bem feito do que se apressar e soltar algo feito às coxas.

Além disso, novos criativos mencionando uma promoção especial de Black Friday são sempre bem-vindos. Os clientes gostam de sentir que estão levando vantagem.

Seguindo esse funil você não precisa mandar o cliente para a página do produto (ou pior ainda, direto pro seu site, onde ele teria que procurar o produto que foi mostrado no anúncio). Em vez disso você tem total controle sobre o que ele vê e o que ele faz, você monta a experiência.

O grande objetivo é diminuir as fricções. E seguindo esse método você faz com que o cliente pule duas etapas: a página do produto e de carrinho. Quanto menos objeções no caminho, mais fácil de aumentar sua taxa de conversão.

Sem contar que isso ajuda a acabar com um dos maiores vilões dessa época, o abandono de carrinhos.


Fazendo sua taxa de conversão decolar

Pode parecer uma dica super básica, mas você ficaria surpreso ao saber quantas lojas ignoram isso.

É importante fazer o seu cliente se sentir conectado com o produto que ele está comprando, aproveite esse controle extra proporcionado pelas landing pages e mande uma mensagem clara e objetiva.

Mas como você pode fazer isso? Por exemplo, se sua loja vende produtos de saúde e bem-estar você consegue anunciar para públicos com interesses diferentes. Digamos que um público tenha ioga como interesse e o outro tem corrida e seu produto é uma meia de compressão.

Normalmente esses dois públicos bem distintos seriam mandados para a mesma página, o que francamente é um desastre anunciado com taxas de conversão baixas e CPA alto.

Em vez disso você pode criar uma landing page que mostra o seu produto como um ótimo jeito de aumentar a flexibilidade e a resistência física durante as sessões de ioga. Enquanto isso, você tem uma outra página que apresenta o produto como uma solução para corredores com dores nas articulações e músculos.

Esse tipo de publicidade direcionada faz com que seus clientes se sintam mais satisfeitos com a compra, porque eles sabem que fizeram a escolha certa.

Melhorar a experiência do cliente é a grande chave pro sucesso na Black Friday, porque além de competir com outras lojas, você também está lutando contra o tempo. A janela de compra é bem menor.


Montando o tipo certo de página

Você precisa cativar o seu cliente do começo. Embora o caminho mais fácil seja copiar a descrição do produto de algum outro site, esse não é o mais efetivo.

A essa altura você já deve ter uma ideia de qual produto quer focar durante a Black Friday. Agora analise-o com cuidado. Qual tipo de produto é? É algo simples ou complexo de entender? Qual o público alvo?

Se for um produto simples e muito conhecido você não precisa montar uma landing page longa, seus clientes não precisam de distrações, basta oferecer algo visualmente agradável e que seja fácil de comprar.

Caso o produto seja mais complexo e necessite de um conhecimento mais profundo para fechar a compra você precisará criar uma página maior. Use várias imagens, mostre as principais funcionalidades e deixe tudo bem explicado.

Lembre-se, na maioria dos casos você quer vender uma solução, e não apenas um produto. Mostre e enfatize os pontos fortes do seu produto de maneira atrativa.


Fazendo os últimos ajustes no checkout

Chegamos à parte que realmente importa: a hora de fechar o pedido. Não é segredo que o checkout de 1-página do cartX elimina as frustrações de fazer um pedido pelo Shopify e ter que passar por 3 etapas até conseguir finalizar a compra.

Lembre-se que você tem diversas opções de customização, mude as cores, personalize os métodos de pagamento. Considere oferecer um desconto exclusivo por cartão de crédito para diminuir a taxa de boletos gerados e não pagos.

Outra ideia interessante é fazer um cupom de desconto especial para a Black Friday, nem que seja 10%. Se você estiver trabalhando com uma margem de lucro mais apertada, aumente um pouco o preço dos seus produtos.

Não é legal ter que seguir as práticas da “Black Fraude”, mas pode ter certeza que seus concorrentes farão isso. Como falamos no começo do artigo, é matar ou morrer.

Como o produto já foi escolhido pelo seu cliente na landing page tudo que ele precisa fazer é preencher as informações pessoais e escolher o método de pagamento. É muito simples. Se seu cliente chegou até aqui, parabéns, a compra está praticamente garantida.


Em resumo…

Utilize a landing page ao seu favor. Aproveite da funcionalidade do Magic Variant Button para dar um toque extra na sua página. Faça anúncios para públicos personalizados, renove os criativos, ofereça cupons de desconto.

Inevitavelmente o custo dos anúncios subirá bastante durante a época da Black Friday, faça cada centavo gasto valer a pena e melhore suas conversões.

Desejamos sucesso e boas vendas à você!